sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Lembranças

A gente percebe que não ta bem quando precisamos de um remédio para dormir,
Seja ele químico,
Espiritual ou sentimental.
Tento fechar os olhos,
E os pensamentos que evito durante o dia,
Vêm todos a tona.
Difícil não pensar,
Não sentir,
Não chorar...
Alma sensível,
Tudo me lembra,
Tudo me inspira,
Tudo me arrebata para imensidões escondidas dentro de mim.
Perdidas e achadas por mim mesma.
E mesmo que eu teve não lembrar,
Eu sei que estará lá no fundo,
Onde sempre está.
Para onde vão todas as coisas que Não quero e nem preciso mais,
Mas que lotam.
E transbordam dentro de mim...
E machuca,
Machuca como água salgada na ferida.
E sempre sinto toda vez que lembro,
Que penso e não durmo.

#dói

4 comentários:

  1. Parabens pela criatividade, muito bom, passa aqui no meu.
    Pessoas de cera http://pessoasdecera.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é muito importante para meu desempenho. Obrigado!