sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Prometi Não Chorar


Esta noite algo destruidor toca meu coração.
Fazendo-me perder completamente a inspiração.
Tristeza que tirou de mim o que mais era valioso.
O sorriso que fica em meu rosto é doloroso.
Minha boca não se abri mais para cantar.
Minha voz foi transportada para outro lugar.
Meu coração hoje se fechou para não sorrir.
Pois acho que a alegria ainda estar por vir.
As vezes meus sonhos são adiados dentro de mim.
Parece até que a tristeza nunca terá fim.
Me pergunto porque as coisas são desta maneira...
Talvez seja porque não vivo de forma verdadeira.
Lágrimas rolam com facilidade em meu rosto.
Elas já sabem os caminhos de meu corpo.
Meu coração chora por não encontrar mais solução.
A tristeza predomina a minha mente fazendo-me perder a razão.
Talvez a dor passe ao nascer do dia.
Pois com ele pode estar a solução da minha vida.
Eu prometi não chorar mais uma vez em sua frente,
Mas tudo muda quando aquela cena vem em minha mente.
Eu sempre disse que não ia mais chorar por motivos bobos.
E estou eu aqui sentada chorando de novo.
Ah, como preciso dele aqui para me alegrar.
Para que ele me mostre que o bom da vida é amar.
Enquanto a luz do dia não vem e ele não estar aqui.
Eu continuo esta noite com as lágrimas em minha companhia.
Para que o sol as seque no raiá do dia.

Um comentário:

  1. Marcelo Magalhãessábado, 14 fevereiro, 2009

    Amiga de trabalho genial, só quem conhece essa moça pode dizer o que ela realmente é.
    Aninha, falar de sentimentos é preciso ter o coração aberto e puro.
    Você já mostrou que isso tem, sou seu fan menina, adoro todas suas poesias.
    O engraçado que é impossível continuar triste depois de ler tantas belas palavras como estas.
    Fofa, você é demais!
    Estou amando aprender a te amar.
    Beijos.

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é muito importante para meu desempenho. Obrigado!