sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Soneto da Infidelidade



Ah! Quantas vezes eu te amei
Fui cego ao não ver a realidade.
Estava apaixonado
Mas você não sentia amor de verdade.

Foi cruel a sua traição
Não pensou no meu sofrer...
Magoou meu coração
Me deixou longe do teu viver.

Agora em meu rosto só existe lágrimas...
Como eu pude amar assim,
Sem ter medo de chegar o fim...
Sem perceber que estava longe de ti.

Não pude conter a decepção
Muito menos conter a dor no coração.
Quando em meus olhos vi a frustração...
De ter sido enganado por uma paixão.

E por mais que eu tente conter
Por onde eu ando eu vejo você.
Ah! Meu amor porque você foi cruel,
Eras o meu chão... o meu céu.

Agora o que me restou foi saudade,
De alguém que não se importou com a verdade...
E comigo foi covarde...
Porque nunca sentiu amor de verdade.

2 comentários:

  1. Lindoooo *--* botei no meu trabalho hsuahus ♥♥♥♥

    ResponderExcluir

Seja bem vindo, seu comentário é muito importante para meu desempenho. Obrigado!